9 Músicas, 42 minutos

NOTAS DOS EDITORES

Resgatando a energia incendiária dos álbuns Viva la Vida or Death and All His Friends, de 2008, e Mylo Xyloto, de 2011, o sexto álbum do Coldplay é uma reflexão doce e amarga sobre amor e perda que soa tão sombria quanto o próprio nome sugere. O talento da banda para melodias poderosas é evidente ao longo de Ghost Stories, principalmente no primeiro e contagiante single, "Magic". Mas para além da batida de electro-dance em "A Sky Full of Stars", o álbum oferece pouco da grandeza que define o feito da banda de encher estádios. Ao invés disso, o falsete de fazer estremecer o coração de Chris Martin, paira numa atmosfera de sintetizadores, como na extasiante "Midnight" com influências do Kid A, ou acompanhada de instrumentos acústicos como nas músicas "Oceans" e "O". Quando a última música termina lentamente com um melancólico hino sem palavras de um coro, Ghost Stories demonstra o poder expressivo do eufemismo.

NOTAS DOS EDITORES

Resgatando a energia incendiária dos álbuns Viva la Vida or Death and All His Friends, de 2008, e Mylo Xyloto, de 2011, o sexto álbum do Coldplay é uma reflexão doce e amarga sobre amor e perda que soa tão sombria quanto o próprio nome sugere. O talento da banda para melodias poderosas é evidente ao longo de Ghost Stories, principalmente no primeiro e contagiante single, "Magic". Mas para além da batida de electro-dance em "A Sky Full of Stars", o álbum oferece pouco da grandeza que define o feito da banda de encher estádios. Ao invés disso, o falsete de fazer estremecer o coração de Chris Martin, paira numa atmosfera de sintetizadores, como na extasiante "Midnight" com influências do Kid A, ou acompanhada de instrumentos acústicos como nas músicas "Oceans" e "O". Quando a última música termina lentamente com um melancólico hino sem palavras de um coro, Ghost Stories demonstra o poder expressivo do eufemismo.

TÍTULO DURAÇÃO

Músicas

Álbuns

Vídeos

Ouvintes também reproduziram