14 Músicas, 48 minutos

NOTAS DOS EDITORES

Não é surpresa que, depois do divórcio, P!nk estaria com sede de vingança em Funhouse de 2008, seu primeiro álbum desde seu rompimento com o piloto de motocicleta Carey Hart. Fãs ansiosos para ouvir a reação da cantora devoraram "So What" e "It's All Your Fault", saboreando cada linha provocadora da letra. Mas o que surpreende é a vulnerabilidade e tristeza que transparece em P!nk nestas músicas. Devido a sua interpretação melancólica em "I Don’t Believe You" e na suave "Crystal Ball”, a cantora incita comparações à Jewel e ao lado mais suave de Gwen Stefani. Em algum lugar entre hinos e contemplações sensíveis do álbum estão “Mean", com levadas de jazz e uma aura de angústia, e a sensual e escorregadia “One Foot Wrong". Uma variedade de produtores (incluindo o aclamado nome do pop Max Martin) ajudam P!nk a explorar uma gama de sons, incluindo o pop adolescente dos anos 60 ("Please Don't Leave Me"), o funk ao estilo de Nile Rodgers (a música de abertura) e baladas elegantes ("Glitter in the Air"). A verdade é que um verdadeiro fã de P!nk pode querer algumas músicas mais explosivas. Porém, com níveis mais baixos de amargura, Funhouse acaba sendo uma aventura muito mais prazeirosa. 

NOTAS DOS EDITORES

Não é surpresa que, depois do divórcio, P!nk estaria com sede de vingança em Funhouse de 2008, seu primeiro álbum desde seu rompimento com o piloto de motocicleta Carey Hart. Fãs ansiosos para ouvir a reação da cantora devoraram "So What" e "It's All Your Fault", saboreando cada linha provocadora da letra. Mas o que surpreende é a vulnerabilidade e tristeza que transparece em P!nk nestas músicas. Devido a sua interpretação melancólica em "I Don’t Believe You" e na suave "Crystal Ball”, a cantora incita comparações à Jewel e ao lado mais suave de Gwen Stefani. Em algum lugar entre hinos e contemplações sensíveis do álbum estão “Mean", com levadas de jazz e uma aura de angústia, e a sensual e escorregadia “One Foot Wrong". Uma variedade de produtores (incluindo o aclamado nome do pop Max Martin) ajudam P!nk a explorar uma gama de sons, incluindo o pop adolescente dos anos 60 ("Please Don't Leave Me"), o funk ao estilo de Nile Rodgers (a música de abertura) e baladas elegantes ("Glitter in the Air"). A verdade é que um verdadeiro fã de P!nk pode querer algumas músicas mais explosivas. Porém, com níveis mais baixos de amargura, Funhouse acaba sendo uma aventura muito mais prazeirosa. 

TÍTULO DURAÇÃO
3:35
4:11
4:36
3:24
3:51
3:36
3:24
3:26
4:17
3:52
3:15
3:47
3:19

Top músicas de P!nk

Top álbuns de P!nk

Top videoclipes de P!nk

Ouvintes também reproduziram